26/06/14 | 11:44
Ciocs Manaus apresenta balanço de atendimentos em saúde nos últimos 15 dias

 

Ciocs Manaus apresenta balanço de atendimentos em saúde nos últimos 15 dias

O Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus, por meio do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (Ciocs Manaus), contabilizaram 1.085 atendimentos e ocorrências médicas em saúde durante 15 dias de monitoramento na capital amazonense. O balanço tem como referência os dados captados nos eventos da Copa do Mundo, incluindo os quatro jogos realizados na Arena da Amazônia, até às 20h desta quarta-feira, 25.

As informações são compartilhadas com o Ministério da Saúde e integram as ações de vigilância e atenção à saúde. Nos hospitais públicos foram realizados 993 atendimentos (cerca de 90%) e nas unidades privadas 92 (cerca de 10%).

Do total de atendimentos, 770 foram clínicos, onde as principais causas foram cefaleia e mal-estar (30%), e 335 traumas (24% quedas, 22% agressões e 21% acidentes de trânsito). Os locais com maior incidência  foram a Arena da Amazônia com 374 atendimentos, PMA Ponta Negra com 189, SPA Alvorada com 80 atendimentos e PMA Itaúba com 10.

O perfil dos usuários dos serviços de saúde foram espectadores e participantes dos eventos, 70% homens e 30% mulheres da faixa-etária de 20 a 39 anos. Do total, 81% são brasileiros e desses 94% amazonenses. Entre os estrangeiros atendidos, o destaque foi para os ingleses (30 atendimentos) e norte-americanos (23).

Nesses 14 dias de Copa do Mundo em Manaus, 19 unidades de saúde de urgência e emergência do Estado estão envolvidas no atendimento, divididas entre médias e altas complexidades preparadas com plano de contingência para eventos de massa.

Além disso, cerca de dois mil profissionais de saúde foram mobilizados pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), para os seguintes serviços de: Unidades Básicas de Horário Ampliado, Serviço  de  Atendimento Móvel de Urgência  (Samu), Centro de Informação Estratégica e Reposta em Vigilância em Saúde (Cievs), Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (Ciocs), Disque Saúde e Apoio Técnico Administrativo. As ações contam ainda com oito hospitais da rede particular com os serviços de retaguarda – conveniados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para os eventos da Copa.

Segundo a coordenadora do Ciocs, Angélica Tavares, os números de casos clínicos foram cerca de 70% e os de traumas 30%, o que representa taxas de resolutividade nos atendimentos e demonstra um saldo positivo no monitoramento da saúde em Manaus.

Sobre o Ciocs

É o Centro de Comando que atua nos eventos de massa realizados em Manaus e reúne em uma única estrutura todos os órgãos ligados à saúde, buscando otimizar a comunicação entre eles e monitorar as unidades assistenciais do Estado e do Município em tempo real para garantir a resolutividade das ações de assistência e vigilância em saúde.

Manaus faz parte do grupo seleto de três sedes da Copa, incluindo Fortaleza e São Paulo, que participam do projeto piloto do sistema de vigilância ativa do Ministério da Saúde (MS), que visa identificar de forma oportuna a notificação clínica e trauma referente aos participantes da Copa do Mundo,  seja ele a população local, turista nacional ou estrangeiro.

Foto: Karla Vieira/Semcom