24/10/14 | 03:05
Manaus celebra 345 anos com espetáculo na Arena da Amazônia

mancemtqcanos (2)

 

Os 345 anos da capital amazonense foram comemorados nesta sexta-feira, 24, em um show especial durante a realização da última noite do Boi Manaus, na Arena da Amazônia. A queima de fogos deu o pontapé ao som de toadas clássicas e canções sobre a cidade interpretadas por grandes nomes da música regional, como Zezinho Corrêa, Márcia Siqueira e Edilson Santana. Ao todo, mais de 24 mil pessoas estiveram reunidas para celebrar mais um ano de história da cidade.

Para o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, o encerramento do Boi Manaus na Arena da Amazônia foi um sucesso.

“Tudo está funcionando de acordo com o que planejamos e podemos perceber que o público também está envolvido. O novo conceito do evento dá oportunidade para que as pessoas e os artistas sejam valorizados. Levar o boi para a zona Leste movimentou a região em vários aspectos. Na Arena, a proposta foi inovar e fizemos isso. É um verdadeiro espetáculo da manifestação do nosso folclore”, declarou Monteiro de Paula.

De acordo com o cantor Zezinho Corrêa, o novo conceito do Boi Manaus abre uma nova era na história do evento. “É muito importante mudar, principalmente porque aquilo que se praticava fica pequeno em relação às oportunidades que o mundo oferece. Desmembrar o Boi Manaus e levá-lo para outras zonas e encerrar nesta apoteose que é a Arena da Amazônia tornam este momento especial e inovador. Toda a equipe da organização está de parabéns. É uma megaprodução e Manaus merece isso”, disse o cantor, minutos antes de subir ao palco.

A cantora e ícone da música amazonense, Márcia Siqueira, uma das atrações do circuito Itaúba, na zona Leste da cidade, foi uma das principais atrações da noite. “Emoção é pouco para descrever tudo isso. Hoje, a Arena da Amazônia deixou de ser um palco do futebol para se tornar o palco da maior representação amazônica, que é o boi-bumbá”, afirmou a cantora.

O público também aprovou a realização da festa na Arena da Amazônia. “Essa é a primeira vez que eu venho ao Boi Manaus, e também é a minha estreia na arena. Estou impressionada com a estrutura da festa: está tudo incrível. Cheguei bem cedo e só pretendo sair quando a festa realmente acabar”, afirmou a industriária Luciane Bernardes, que conferia as atrações acompanhada da filha, marido e amigos.

Fotos: Ingrid Anne