01/01/14 | 14:51
Prefeitura celebra primeiro Réveillon na Zona Sul

Mais de dez mil pessoas celebraram, na virada de terça para quarta-feira, na Orla do Amarelinho, no Educandos, a chegada do Ano Novo, que, pela primeira vez, foi realizada pela Prefeitura de Manaus, na zona Sul da cidade. As boas vindas a 2014 foram ecoadas pelo público e conduzidas pelo intérprete Negô da Grande Rio, acompanhado pela bateria da Escola de Samba Unidos do Alvorada.

O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto esteve no Amarelinho, onde falou sobre a importância de também realizar uma festa de Réveillon, na zona Sul. Ele destacou a diversidade cultural da Cidade Alta, como parte do Educandos onde foi realizada a festa. Falou sobre os trabalhos já realizados e afirmou que, em 2013, a prefeitura trabalhou muito por Manaus, mas que em 2014, o povo terá ainda mais motivos para voltar amar a sua cidade.

“Educandos representa o coração e espírito cultural da nossa cidade. Aqui podemos encontrar todas as tendências. Daqui saíram grandes nomes da nossa cultura, grandes artistas e é por isso que estamos realizando esta festa memorável. Estamos realizando um trabalho duro para refundar Manaus e não tenham dúvidas de que os nossos olhares, também, estarão voltados para o Educandos e a Zona Sul. Viva 2013 e vamos para 2014 para mais conquistas”, declarou.

Em um momento de muita descontração, o prefeito Arthur Neto, acompanhado pela Banda Timidez, primeira a subir ao palco do Amarelinho, não se intimou e cantou um trecho da música “Garçom”, de Reginaldo Rossi, que morreu no final de dezembro. Do Amarelinho, o prefeito seguiu para o Antifeatro do Complexo Turístico da Ponta Negra, onde acompanhou a chegada de 2014.

Festa

Depois do show dos meninos da Banda Timidez, quem subiu ao palco foi o grupo Gang do Forró. Logo em seguida, quem tomou conta da multidão foi Negô da Grande Rio, que, acompanhado da bateria da Escola de Samba Unidos do Alvorada, incendiou o público e também foram os responsáveis por dar boas vindas ao Ano Novo.

Negô da Grande Rio disse não ser a primeira vez que participa do Réveillon em Manaus, mas garantiu que é sempre uma honra estar de volta à cidade. “Nós viemos trazer muita alegria, muito samba e muita música. Não há nada melhor do que cantar e também não tem jeito melhor de dar boas vindas ao novo ano do que cantando. Quem canta traz alegria e isso, realmente, é o que não pode faltar neste ano que nos chega”, afirmou.

Os dez segundos que separaram 2013 do Ano Novo foram ecoados pela multidão que aguardava ansiosa pela chegada de 2014. Depois da contagem regressiva, cerca de dez minutos de queimas de fogos saudaram o novo ano. A festa agradou o público, que renovou o espírito, agradeceu a Deus pelas conquistas e começou um novo ciclo já esperando o carnaval.

 

Texto: Carla Albuquerque