26/06/14 | 18:28
Semasdh e Comitê Pró-Copa identificam 69 crianças e adolescentes viajando de forma irregular

 

Semasdh e Comitê Pró-Copa identificam 69 crianças e adolescentes viajando de forma irregular

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) e o Comitê Local Integrado Pró-Copa 2014, identificaram 69 crianças e adolescentes viajando com destino ao 49º Festival Folclórico de Parintins, sem a documentação necessária, que tiveram que retornar a Manaus.

Os trabalhos do Comitê ocorreram em apoio à Operação Parintins 2014, coordenada pelo 9º Distrito Naval da Marinha do Brasil em uma balsa localizada no encontro das águas, na proximidade de Manaus, com o objetivo de fiscalizar e vistoriar as embarcações com destino à festa, que ocorrerá entre os dias 27 e 29. Até a manhã desta quinta-feira, 26, passaram pela balsa de fiscalização 8,4 mil pessoas em 81 embarcações.

A Marinha do Brasil realiza em todos os barcos que passam pela balsa a vistoria para garantir a segurança do tráfego aquaviário na região, que recebe um incremento nesta época por conta do festival. Ao mesmo tempo, equipes compostas por 36 membros do comitê, entre servidores da Semasdh e de outras entidades da rede socioassistencial acompanham as abordagens realizando a verificação de situações de exploração sexual de crianças e adolescentes, trabalho infantil, crianças e adolescentes desacompanhados ou sem documentação, entre outras violações de direitos.

Além disso, é realizado um trabalho de sensibilização com os passageiros e tripulação das embarcações para que eles sejam atuantes na defesa e proteção dos direitos humanos, especialmente no combate ao abuso, exploração sexual e de trabalho infanto-juvenil.

Segundo a primeira-dama do município e secretária da Semasdh, Goreth Garcia Ribeiro, que acompanhou os trabalhos, na noite de quarta-feira, 25, é fundamental a participação do colegiado neste posto de fiscalização para garantir os direitos de crianças e adolescentes. “Esse é um trabalho que já realizamos há alguns anos em parceria com a Marinha do Brasil e outros órgãos e estamos evoluindo nossa metodologia ano após ano. Tenho certeza que já no ano que vem, teremos procedimentos mais apurados ainda, com essa experiência deste ano de atuação em rede do Comitê Local Integrado”, avaliou.

A secretária lembrou, ainda, que todos podem colaborar com o combate ao abuso, exploração sexual e de trabalho de crianças e adolescentes, denunciando por meio do Disque 100 (ligação gratuita-24h) ou do Disque Direitos Humanos da Prefeitura de Manaus (0800 092 6644). Outra opção é o aplicativo Proteja Brasil, criado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), para celulares nos sistemas Android ou IOS, que facilita denúncias e informa sobre violência contra crianças e adolescentes.

“Esta é mais uma importante oportunidade de falarmos a todos que se dirigem a Parintins que poderão curtir o festival e a Copa do Mundo, mas devem respeitar sempre os direitos da criança e do adolescente”, concluiu a secretária.

Fotos: Diego Cajá